Google+ Confraria do Bruxo: Agosto 2013

domingo, 25 de agosto de 2013

Medo


"Não tenho medo da vida, mas, sim, medo de viver.
Eis a loucura assumida, você há de imaginar.
É que a vida atou-se a mim desde o dia em que eu nasci.
Viver tornou-se, outrossim, o modo de desatar;
Viver tornou-se o dever de me desembaraçar;
A vida é somente um dom independente de quem
 seja capaz de gritar seu nome em alto e bom som."

Esta letra é de uma canção de Gilberto Gil, mas dá um parâmetro bem claro de nossa situação. Enquanto viventes, temos um medo inconsciente de viver sem mesmo nos apercebermos que nascemos por medo, temos medo desde o instante de nossa concepção, pois lutamos com vários espermatozoides, para sermos o único a fecundar um óvulo e virar vida. A próxima etapa deixar a fase parasita e entrarmos no mundo, cheio de novidades, de coisas novas e utilizamos o choro para termos a coragem ainda inconsciente de iniciar a caminhada, sentamos, engatinhamos, ficamos de pé, corremos e sempre almejando melhorarmos dia a dia, mas está lá nosso fiel companheiro, o medo a nos encorajar. Vamos assim pela vida toda, sempre com o medo como alavanca propulsora que nos põem a caminhar e a viver. Partindo dessa ideia, você já observou que muitas vezes achamos que o medo é nosso inimigo quando deveríamos vê-lo como algo que nos faz caminhar e querer ir adiante para de repente escapar dele, como se fossemos capazes de não senti-lo. Temos que usá-lo, compreendê-lo e dominá-lo, assim poderemos fazer deste sentimento algo renovador para nossas buscas e nosso crescimento. A negação do medo não o torna maior ou menor, mas sim, o desejo de vencê-lo é que nos faz aptos a evoluir e crescermos a ponto de dominá-lo, somente assim poderemos transformar esse medo em ponto de firmeza para caminharmos sempre mais e mais rumo a nossos sonhos e metas de qualquer situação de vida.

Saudações Fraternas,
Bruxo Branco

terça-feira, 20 de agosto de 2013

AME-SE

Um dia descobrimos que beijar uma pessoa para esquecer outra, é bobagem.
Você não só não esquece a outra pessoa como pensa muito mais nela...
Um dia descobrimos que se apaixonar é inevitável...
Um dia percebemos que as melhores provas de amor são as mais simples...
Um dia percebemos que o comum não nos atrai...
Um dia saberemos que ser classificado como "bonzinho" não é bom...
Um dia perceberemos que a pessoa que nunca te liga é a que mais pensa em você...
Um dia saberemos a importância da frase: "Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas..."
Um dia percebemos que somos muito importantes para alguém, mas não damos valor a isso...
Um dia percebemos como aquele amigo faz falta, mas ai já é tarde demais...
Enfim...
Um dia descobrimos que apesar de viver quase um século esse tempo todo não é suficiente para realizarmos todos os nossos sonhos, para beijarmos todas as bocas que nos atraem, para dizer o que tem de ser dito...
O jeito é: ou nos conformamos com a falta de algumas coisas na nossa vida ou lutamos para realizar todas as nossas loucuras...
Quem não compreende um olhar tampouco compreenderá uma longa explicação.O tempo de buscar e encontrar é agora, parta a vida,  sem medo na busca do que lhe é  importante, sem se importar com opiniões ou  intromissão de outros pois, só a você cabe o mais importante dos significados de estar vivo, ser feliz...

Seja Feliz!

Abraços Fraternos,
Bruxo Branco

FELIZ DIA DO MAÇOM


Que possamos no dia de hoje, refletirmos sobre porque somos maçons, tornamos porque queríamos melhorar a nós mesmo e ao mundo a nossa volta, ou pela vaidade do título?
porque construiríamos masmorra aos vícios, ou templos para mostrar nossa arrogância e prepotência?
antes de qualquer pompa em comemoração, devemos nos perguntar quanto ainda há a fazer para ser aquilo que nos propomos ser e fazer quando de nossa primeira iniciação.

Feliz dia do Maçom a cada irmão que indiferente do grau é sempre um aprendiz da vida.

Abraços Fraternos,
Bruxo Branco

segunda-feira, 19 de agosto de 2013

A Idade de Ser Feliz


Existe somente uma idade para a gente ser feliz, 
somente uma época na vida de cada pessoa 
em que é possível sonhar e fazer planos 
e ter energia bastante para realizá-las 
a despeito de todas as dificuldades e obstáculos. 

Uma só idade para a gente se encantar com a vida e viver apaixonadamente 
e desfrutar tudo com toda intensidade 
sem medo, nem culpa de sentir prazer. 

Fase dourada em que a gente pode criar 
e recriar a vida, 
a nossa própria imagem e semelhança 
e vestir-se com todas as cores 
e experimentar todos os sabores 
e entregar-se a todos os amores 
sem preconceito nem pudor. 

Tempo de entusiasmo e coragem 
em que todo o desafio é mais um convite à luta 
que a gente enfrenta com toda disposição 
de tentar algo NOVO, de NOVO e de NOVO, 
e quantas vezes for preciso. 

Essa idade tão fugaz na vida da gente 
chama-se PRESENTE 
e tem a duração do instante que passa.

Abraços Fraternos,
Bruxo Branco

Encerrando Ciclos



Sempre é preciso saber quando uma etapa chega ao final. Se insistirmos em permanecer nela mais do que o tempo necessário, perdemos a alegria e o sentido das outras etapas que precisamos viver. Encerrando ciclos, fechando portas, terminando capítulos - não importa o nome que damos, o que importa é deixar no passado os momentos da vida que já se acabaram. 

Foi despedido do trabalho? Terminou uma relação? 
Deixou a casa dos pais? Partiu para viver em outro país? 
A amizade tão longamente cultivada desapareceu sem explicações? 

Você pode passar muito tempo se perguntando por que isso aconteceu. Pode dizer para si mesmo que não dará mais um passo enquanto não entender as razões que levaram certas coisas, que eram tão importantes e sólidas em sua vida, serem subitamente transformadas em pó. Mas tal atitude será um desgaste imenso para todos: seus pais, seu marido ou sua esposa, seus amigos, seus filhos, sua irmã, todos estarão encerrando capítulos, virando a folha, seguindo adiante, e todos sofrerão ao ver que você está parado. 

Ninguém pode estar ao mesmo tempo no presente e no passado, nem mesmo quando tentamos entender as coisas que acontecem conosco. O que passou não voltará: não podemos ser eternamente meninos, adolescentes tardios, filhos que se sentem culpados ou rancorosos com os pais, amantes que revivem noite e dia uma ligação com quem já foi embora e não tem a menor intenção de voltar.

As coisas passam, e o melhor que fazemos é deixar que elas realmente possam ir embora. Por isso é tão importante (por mais doloroso que seja!) destruir recordações, mudar de casa, dar muitas coisas para orfanatos, vender ou doar os livros que tem. Tudo neste mundo visível é uma manifestação do mundo invisível, do que está acontecendo em nosso coração - e o desfazer-se de certas lembranças significa também abrir espaço para que outras tomem o seu lugar. 

Deixar ir embora. Soltar. Desprender-se.
Ninguém está jogando nesta vida com cartas marcadas, portanto às vezes ganhamos, e às vezes perdemos. Não espere que devolvam algo, não espere que reconheçam seu esforço, que descubram seu gênio, que entendam seu amor. Pare de ligar sua televisão emocional e assistir sempre ao mesmo programa, que mostra como você sofreu com determinada perda: isso o estará apenas envenenando, e nada mais.

Não há nada mais perigoso que rompimentos amorosos que não são aceitos, promessas de emprego que não têm data marcada para começar, decisões que sempre são adiadas em nome do “momento ideal”. Antes de começar um capítulo novo, é preciso terminar o antigo: diga a si mesmo que o que passou, jamais voltará. 

Lembre-se de que houve uma época em que podia viver sem aquilo, sem aquela pessoa - nada é insubstituível, um hábito não é uma necessidade. Pode parecer óbvio, pode mesmo ser difícil, mas é muito importante. Encerrando ciclos. Não por causa do orgulho, por incapacidade, ou por soberba, mas porque simplesmente aquilo já não se encaixa mais na sua vida. Feche a porta, mude o disco, limpe a casa, sacuda a poeira. Deixe de ser quem era, e se transforme em quem é.


Texto: Glória Hurtado

Abraços Fraternos,
Bruxo Branco

sexta-feira, 9 de agosto de 2013

Posicionamento da Maçonaria Perante o Povo Brasileiro


Representando mais de 126 mil Maçons filiados às 2.765 Lojas das 27 Grandes Lojas Maçônicas de todas as Unidades Federativas do Brasil, a CONFEDERAÇÃO DA MAÇONARIA SIMBÓLICA DO BRASIL – CMSB, em sua XLII Assembleia Geral Ordinária, realizada de 5 a 9 de julho de 2013, na cidade de Campo Grande–MS, consoante as Declarações de Princípios que norteiam a Maçonaria Universal.
CONSIDERANDO:
- Os alertas e clamores constantes das proclamações que têm sido reiteradamente divulgadas à Nação como resultado de suas Assembleias Gerais Ordinárias anuais, no mais das vezes ignoradas pelos que representam o poder do estado no Brasil;
- As mobilizações e campanhas que têm sido empreendidas pela Maçonaria em todo o território nacional “Pela Ética na Política”, “Pela Moralidade no Trato da Coisa Pública” e “Contra a Corrupção e a Impunidade”, e
- As recentes manifestações de indignação que têm levado milhares de brasileiros às ruas e praças de nossas cidades, externando claro desacordo com relação ao desempenho e comportamento daqueles que deveriam trabalhar pela causa do povo e que, particularmente no que tange à classe política, não honram o contrato social que lhes concede tamanha autoridade,

POSICIONA-SE
Perante a Nação Brasileira nos seguintes termos para:

EXIGIR
1  Imediata Reforma Política que culmine com a implementação de:
-    Extinção de foro privilegiado para autoridades públicas e parlamentares;
-    Eleições únicas a cada quatro anos;
-    Extinção do cargo de suplente de Senador;
-    Adoção do voto distrital;
-    Proibição com que parlamentares ocupem cargos no Poder Executivo e
-    Redução do poder arrecadatório do governo federal com o fortalecimento das receitas dos municípios.
2  Imprescindíveis ações na área da Saúde Pública que conduzam:
-    À aprovação da PEC 29/2011, de modo que, no mínimo, 10% das receitas correntes da União passem a ser destinadas, exclusivamente, à saúde e,
-    À adequação da infraestrutura e ao melhoramento da formação e da remuneração dos profissionais de saúde.
3  O cumprimento do preceito constitucional destinado a assegurar que a Educação seja tratada como Política de Estado, pública, gratuita e de qualidade em todos os níveis, com a devida e necessária valorização do profissional a ela dedicado.
4  A rápida reformulação e adequação da Legislação Penal para restabelecer a credibilidade da Segurança Pública e, inclusive, para neutralizar o crescente sentimento de impunidade.

EXORTAR
1º Cada brasileiro a se envolver, proativamente, nestas questões, repelindo a violência, exercendo direitos e cumprindo deveres constitucionais, atentando para tudo o que está acontecendo e rechaçando aqueles que não derem atenção a esses clamores que visam, apenas, a conquista de um país mais justo e igualitário.
2º Todos os Maçons Brasileiros para que não se omitam e participem, efetivamente, deste decisivo momento de legítimo exercício de cidadania, cumprindo sua função de verdadeiro Construtor Social.
Que Deus, o Grande Arquiteto do Universo, ilumine e proteja o Povo Brasileiro e que a Paz e a Concórdia sejam nossas fieis companheiras!
Campo Grande, Mato Grosso do Sul, 9 de julho de 2013.

(*) JORDÃO ABREU DA SILVA JÚNIOR, Grão-Mestre da Grande Loja Maçônica do Estado de Mato Grosso do Sul  e Presidente da XLII Assembleia Geral Ordinária da CMSB
(*) VANDERLEI FREITAS VALENTE,  secretário-geral
Assinam os Grão-Mestres de todas as Grandes Lojas do Brasil.
(Colaboração: Loja Maçônica Marechal Rondon 02)

Posto para que seja refletido ......

Abraços Fraternos,
Bruxo Branco.:.


segunda-feira, 5 de agosto de 2013

Dicas Para Administrar Seu Dom de Mediunidade


Há um grande equívoco de compreensão sobre a faculdade mediúnica, quando médiuns supõe que são os Espíritos protetores ou até os dirigentes das Casas Espiritas/Umbandistas -se participam de alguma- os responsáveis pela condução e direcionamento da sua mediunidade.

Esse equívoco, terceirizando o que lhe pertence, provoca muito desgosto e facilita a interferência negativa no campo mental da pessoa-médium; porque neste caso carece de por atenção no que lhe compete em termos de observação do que sente e pensa e das consequências, muitas vezes funestas disso, refletindo em todos os aspectos de sua vida, incluindo, é claro, a mediunidade.

Todos somos indivíduos individualizados e a ninguém compete cuidar do que é nosso. Podem nos ajudar, apenas. E a mediunidade, sendo um patrimônio da humanidade, é de cada um que seja humano, no grau que já a desenvolveu e somente a si mesmo cabe cuidar dela e dar-lhe o direcionamento que quiser.

Quando pensamos no médium usando, administrando e convivendo com sua faculdade mediúnica, estamos pensando em um ser humano semelhante aos demais, mas com uma capacitação sensitiva um pouco mais desenvolvida.
A diferença entre o médium e os que não têm a mediunidade ostensiva é a mesma que há entre um músico e os que não o são, entre um biólogo e quem não o é. Ou seja, o médium pode perceber, entender e sentir mais a ação dos Espíritos do que as demais pessoas. No demais, é como todas as outras, pleno de falhas e ignorâncias.

O desenvolvimento dessa potencialidade não representa melhor moral, mais espiritualidade, melhor ser humano ou pessoa consciente. E não é sinônimo de ligações espirituais boas e elevadas.

Mas pode representar, para alguns, um recurso inigualável de auto-conhecimento, de entendimento do funcionamento da vida sob a luz dos Princípios Espirituais e da vivência desses mesmos Princípios, como valores de renovação pessoal. Nesse caso, há uma grande oportunidade de aprender a conviver de forma saudável, natural e construtiva com os próprios recursos mediúnicos.

Seguem algumas dicas para exercer seu Dom de Mediunidade com Paz e Alegria:

- Seja o mais discreto possível.
- Evite comentários pessoais em torno das faculdades de que seja portador.
- Direta ou indiretamente, não provoque palavras elogiosas a você.
- Não queira se antecipar à experiência que apenas o tempo lhe conferirá.
- Confie na ação dos espíritos por seu intermédio, mas submeta tudo ao crivo da razão.
- Não permaneça na expectativa de bons resultados sem trabalho perseverante.
- Mesmo quando bem intencionados, acautele-se contra os bajuladores.
- Vacine-se contra a vaidade, não admitindo qualquer situação que o coloque em evidência.
- Não se afaste das atividades que, doutrinariamente, muitos consideram insignificantes.
- Jamais reivindique privilégios.
- Preocupe-se em dar exemplo de devotamento e amor à Causa.
- Eleja na prática da Caridade o seu ponto de sintonia contínua com os Planos Mais Altos.
- Aprenda a ouvir mais do que falar.
- Tenha sempre uma palavra de otimismo em seus lábios.
- Não condicione a sua presença na tarefa, fazendo com que a sua opinião prevaleça sobre as demais.
- Fuja de exercer domínio sobre quem quer que seja.
- Não ponha palavras suas na boca dos espíritos.
- Convença-se de que as Trevas possuem mil maneiras para fazê-lo cair.
- Toda vigilância de sua parte ainda é pouca.
- Quem aceita o primeiro suborno, começa a se vender por inteiro.
- Escolha caminhar entre pontos de referência que, realmente, possam lhe dar segurança na jornada.
- Não se considere completamente imune à fascinação.
- Em favor de seu equilíbrio mental, não ignore a sua condição de mero instrumento.
- Estude, mas não para mostrar que sabe e, sim, para que melhor avalie o tamanho de sua ignorância da Verdade.
- Com a sua condição de médium, não atropele a sua condição de espírita.
- O médium que mais recebe é aquele que mais doa.
- Faça, a sós, as preces que você costuma fazer em público.
- Dignifique o seu lar e a sua família.
- Não olvide que ninguém é melhor médium do que pessoa.
- O alicerce do edifício da mediunidade chama-se caráter.

Quanto mais a pessoa-médium sente-se bem consigo mesma, confiante e segura, melhor será seu desempenho mediúnico, pois, despreocupada do prestígio pessoal e do auto-engrandecimento, estará também afastando-se da vaidade e do orgulho que criam o medo de errar, a expectativa de ser mais e a cegueira quanto ao valor dos seus companheiros de tarefas.


* Fonte: Livro - Ao Médium Principiante
Carlos A. Baccelli, pelo Espírito Spartaco Ghilardi



Abraços Fraternos
Bruxo Branco.:.